quarta-feira, 1 de julho de 2009

POR AMOR


Depois da farsa do processo preparado pelo sinédrio hebraico,o envio de Yeshua a Pilatos e o desempate entre o procurador romano e Herodes.Faz Pilatos ceder,e então ordena a flagelação de Yeshua.
Os soldados despojam Yeshua e o prendem pelo pulso a uma coluna do pátio.A flagelação se efetua com tiras de couro múltiplas sobre as quais são fixadas bolinhas de chumbo e de pequenos ossos.Golpeiam com chibatadas a pele,que se dilacera e se rompe;o sangue espirra.
A cada golpe Yeshua reage em um sobressalto de dor.As forças se esvaem:Um suor frio lhe impregna a fronte,a cabeça gira em uma vertigem de náusea,calafrios lhe correm ao longo das costas.
SE não estivesse preso no alto pelos pulsos,cairia em uma poça de sangue.Com longos espinhos,mais duros que aqueles da acácia,os algozes entrelaçam uma espécie de capacete e o aplicam sobre sua cabeça.Colocam sobre os ombros de Yeshua o grande braço horizontal da cruz;que pesava cerca de cinquenta quilos.A estaca vertical já está plantada sobre o Calvário.Yeshua caminha com os pés descalços pelas ruas de terreno irregular,cheias de pedregulhos.
Sobre o Calvário tem início a crucificação.Depositam-no sobre o braço horizontal da cruz.Os carrascos pegam um prego(um longo prego pontudo e quadrado),o apoiam sobre o pulso de Yeshua,comum golpe certeiro de martelo o plantam e o rebatem sobre a madeira.yeshua deve ter contraído o rosto assustadoramente;o nervo mediano foi lesado.
Pode-se imaginar aquilo que Yeshua deve ter provado;uma dor alucinante,agudíssima,que se difundiu pelos dedos,e espalhou-se,como uma língua de fogo,pelos ombros,lhe atingindo o cérebro,uma dor mais insuportável que um homem possa provar,ou seja,aquela produzida pela lesão dos grandes troncos nervosos,de sólido provoca uma síncope e faz perder a consciência mas em Yeshua não.
A cada solavanco,a cada movimento,cada vibração desperta dores dilacerantes.As pontas cortantes da grande coroa de espinhos o laceram o crânio.Pregam-lhe os pés.Ao meio dia Yeshua tem sede.Não bebeu desde a tarde anterior.As feições são impressas,o vulto é uma máscara de sangue.
A boca está semi- aberta e o lábio inferior começa a pender.A garganta ,seca.Um soldado lhe estende sobre a ponta de uma vara,uma esponja encharcada com bebida ácida.
A respiração se faz,pouco a pouco mais curta.O ar entra com um sibilo,mas não consegue mais sair.Yeshua respira com o ápice dos pulmões.Tem sede de ar:Como um asmático em plena crise,Yeshua atingido pela asfixia,sufoca.Os pulmões cheios de ar não podem mais esvaziar-se.Mas o que acontece?
Lentamente com um esforço sobre humano,Yeshua tomou um ponto de apoio sobre o prego dos pés.
Esforçando-se a pequenos golpes,se eleva aliviando a tração dos braços.Os músculos do tórax se distendem.A respiração se torna mais ampla e profunda,os pulmões se esvaziam e o rosto recupera a palidez inicia.
Porque este esforço?Porque Yeshua quer falar:
"PAI,PERDOA_LHES PORQUE NÃO SABEM O QUE FAZEM"!

Logo em seguida o corpo começa afrouxar-se de novo,e a asfixia recomeça.Foram transmitidas sete frases pronunciadas por ele na cruz:Cada vez que quer falar,deverá elevar-se tendo como apoio o prego dos pés,inimaginável!
Pouco depois o céu escurece,o sol se esconde:de repente a temperatura se abaixa.Logo serão três da tarde.Todas as suas dores,a sede,as cãibras,a asfixia,o latejar dos nervos medianos,lhe arrancam u, lamento:
"MEU D'US,MEU D'US,PORQUE ME ABANDONASTE?". Yeshua grita: "TUDO ESTá CONSUMADO!"
Em seguida num grande brado disse: "PAI ,NAS TUAS MÃOS ENTREGO O MEU ESPÍRITO".E morre.
"PORQUE D'US AMOU O MUNDO DE TAL MANEIRA QUE DEU O SEU FILHO UNIGÊNITO ,PARA QUE TODO AQUELE QUE NELE CRÊ NÃO PEREÇA,MAS TENHA A VIDA ETERNA.Jo 3:16"

Nenhum comentário:

Postar um comentário