quarta-feira, 11 de agosto de 2010

LEI OU NÂO HÀ LEI?

Lei ou nõa há lei?


..Sabemos que há muitas controvérsias relacionadas a idéia de que a lei de D’us que foi dada a Moisés deixou de ser valida através da vinda do Messias Yeshua.Há também aqueles que dizem ser estas leis apenas para o povo judeu e que os gentios não precisam vivê-las pois estão debaixo da graça.

O problema que vemos aqui em primeiro lugar é a forma a qual muito cristão interpreta a bíblia, pois se esquecem de lembrar que a bíblia é judaica, escrita por homens de costumes judaicos ,e ainda mais Yeshua era um judeu ,sua pregação era hebraica,o que nos leva a entender que para compreendermos sua fala,precisamos conhecer um pouco da sua cultura .

Yeshua exercia um papel sacerdotal de ensino da torá. Tudo o que ele pregou e ensinou era baseado na lei e nos profetas, o que nos mostra que seu ensinamento não fugiu dos propósitos eternos dado a Abraão, Moisés , Davi. Yeshua não cumpriu a lei para destruí-la, mas para dar luz, dar claridade, ou seja, ele veio nos ensinar como vivê-la.Sabemos que há mais de 613 mandamentos,e eu te pergunto:Yeshua cumpriu todos?Claro que não,porque existem mandamentos específicos para cada tipo de pessoas.Yeshua não iria cumprir um mandamento que foi dado para uma mulher que acaba de ter um bebe.Ele não cumpriu o mandamento que era dado a uma pessoa leprosa.Yeshua viveu todos os mandamentos que cabiam a ele viver.E por falta do conhecimento do que é a lei de D’us muitos acabam rejeitando-a como se a lei de D’us fosse uma coisa ruim.Precisamos entender cada mandamento,e aqueles que se referem a nós,devemos praticá-los com intensidade.

Em Romanos capitulo 2, o Apostolo Paulo(Shaul) nos ensina algo tremendo em relação a lei de D”us.Primeiramente gostaria de deixar claro que a palavra LEI,é uma palavra grega,e que no original hebraico nós a interpretamos como ENSINO,instrução,ou seja são os ensinos de Adonai,seu cuidado, um estilo de vida separada para o Eterno.Viver os princípios da tora é ter um modo de vida distinguindo o que agrada ao nosso Elohim.E aqui encontramos Paulo(Shaul) fazendo esta distinção ,pois a lei vem como um suporte,uma cerca que nos protege ,separando-nos de um mundo pagão.Ela não é para salvação,mas para aqueles que são salvos na graça redentora de Yeshua.

Romanos 2:1 “Portanto,não tens desculpas,ó homem,quando julgas,não importa quem sejas;porque,no que julgas a outro,te condenas a ti mesmo,pois praticas o mesmo que condenas.”

Paulo inicia este capitulo falando sobre a penalidade de julgar aos outros,e ele retrata esta condição a todos os homens,tanto os que tem a lei que são os judeus,como os que não tem a lei que são os gentios.E segundo ele seremos julgados mediante o julgamento que fazemos dos outros naquilo que nem nós mesmos praticamos,ou seja,não praticamos aquilo que condenamos nos outros. Romanos 2:11-13; “Porque diante de D”us não há distinção de pessoas.Todos os que pecaram sem lei, sem lei perecerão,e todos os que pecaram sob a lei,pela lei serão julgados.Porque não são justos diante de D’us os que só ouvem a lei,mas os que a praticam. O texto continua nos advertindo que todos os homens serão julgados segundo as suas obras, segundo seu kavaná, uma palavra hebraica ,que é a intenção do coração.Ora,o que Paulo quer dizer com isso?Que todos os que procuram viver a lei, por ela serão julgados e também serão justificados, e os que não vivem a lei, serão julgados da mesma maneira e sem a lei morrerão.No entanto,todos judeus e gentios serão julgados pela lei,porque a lei é que nos aponta o que é pecado,e sem lei não há o que julgar ,não há julgamento .Portanto, o judeu tanto quanto o gentio devem viver a lei,pois em l joão 3:3-4 diz “Todo o que nele tem esperança a SI MESMO SE PURIFICA,assim como ele é puro.Todo aquele que pratica o pecado também transgride a lei ,porque O PECADO È A TRANSGREÇÂO DA LEI”.

Romanos 2:14-16 “Porque quando os gentios,que não têm lei,procedem de acordo com ela,servem eles de lei para si mesmos,embora não tenham lei.Pois mostram a exigência da lei gravada em seus corações,testemunhando-lhes também a consciência e seus pensamentos,ora acusando-os,ora defendendo-o”. Esta é uma obra do Espírito Santo (Ruach Hakodesch) onde vemos em Atos 2 o cumprimento de JEREMIAS 31:33 “PORQUE ESTA É A ALIANÇA QUE FIRMAREI COM A CASA DE ISRAEL APÓS AQUELES DIAS,DIZ O SENHOR;DAREI MEU ENSINAMENTO ENTRE ELES,E SOBRE SEU CORAÇÃO ESCREVEREI,E SEREI SEU D’US,E ELES SERÃO MEU POVO “ .Como também em Miquéias 4:2 “E MUITAS NAÇÕES VIRÃO E DIRÃO:VINDE E SUBAMOS AO MONTE DO SENHOR,A Á CASA DO D’US DE JACÓ;PARA QUE ELE NOS INSTRUA EM SEUS CAMINHOS,E ANDEMOS POR SUAS VEREDAS;PORQUE A LEI SAIRÁ DE SIÃO E A PALAVRA DE D’US DE JERUSALÉM ‘.

O que Paulo enfatiza aqui é que muitos judeus talvez sejam apenas ouvintes da tora (em vez de leitores, porque os rolos eram raros e o conhecimento da tora vinha quando eles ouviam a leitura dos rolos em voz alta e os memorizavam),mas se não fazem o que os rolos dizem,eles são pecadores que morrerão(Th 1:22).E no verso 14 -16 “ para enfatizar a prioridades das obras sobre o conhecimento intelectual da tora ou status como judeu,Shaul(Paulo)explicitamente fala dos gentios,que por definição,não têm a tora,mas,não obstante,fazem naturalmente o que a tora requer,sendo a tora para si mesmos,porque ,por meio de sua vida,demonstram que a conduta ditada pela tora está “escrita em seus corações”.

O fato de os não judeus terem conhecimento da lei moral eterna de D”us apresentada na tora é confirmado quando eles passam a ter uma fé explicita e consciente em D’us através do arrependimento e na aceitação da redenção em Yeshua o Messias.

Ele ainda termina o texto dizendo que judeu é aquele que o é interiormente, e circuncisão a que é do coração, no espírito e não na letra. Seu louvor não procede de homens ,mas de D’us.



A lei é para toda a humanidade, pois ela é a vontade de Elohim. A lei de Adonai vem para tirar a lei do pecado do mundo. Existe uma frase que li que diz assim: “Se estamos em pecado a lei nos condena, se estamos em Cristo a lei nos liberta. D’us justifica o pecado daqueles que crêem nele.Eu ainda não consigo entender porque tantos crentes ficam irritados quando falamos sobre a lei de D’us.A impressão que nos passam é a de que os ensinamentos de D’us são ruins,e que a lei foi dada apenas para o povo de Israel.Mas eu te pergunto,qual o motivo de D’us ter-lhes dado a lei?Porque estamos isentos de viver as mesmas praticas da palavra?A tora é como um espelho.Quando olhamos para ela enxergamos quem temos sido.Yeshua é a tora.Ele é o reflexo do vivo D’us. Yeshua trouxe a revelação de D’us para os homens,ele pregou a mensagem de D”us ao mundo trazendo o conhecimento do Pai.Tudo o que Yeshua fez veio da parte do Pai,ele revelou ao mundo o seu nome .Yeshua é tudo o que D’us é,e nós devemos ser tudo o que Yeshua é;e para isso precisamos viver seus mandamentos que é a sua vontade.

A lei é para nos santificar, para nos tornar parecidos com Yeshua. Quando recebemos a sua graça, junto vem um manual de instrução para sermos conduzidos nesta graça,senão a graça torna-se inútil.A graça não nos foi entregue para sermos e fazermos o que bem entendemos,mas para fazer a vontade do Pai.Yeshua veio para nos mostrar como devemos vivê-la .A graça nos dá liberdade para matar,roubar,prostituir,mentir,idolatrar,invejar,etc? Claro que não!Pelo contrário, a graça nos responsabiliza a seguir os passos de Yeshua, a sua lei, a sua vontade, espalhando o amor, nos levando para mais perto dele,nos salvando.Porém,quando falhamos,erramos e nos arrependemos,o seu amor derramado na cruz nos justifica dos nossos pecados.

No verso 20 do capitulo3: Paulo (Shaul) diz: “Porque por obras da lei ninguém será justificado diante dele; pois é pela lei que vem o pleno conhecimento do pecado”.

Segundo David Stern em seu livro de interpretação do Novo testamento diz assim sobre este versículo 20ª: “PORQUE À SUA VISTA NENHUMA PESSOA VIVA É CONSIDERADA JUSTA “. Citado do Salmo 143:2. O Termo grego dikaioô, correspondendo ao termo hebraico hatzdik, deve ser entendido em um sentido legal como declarar-se justo ou inocente, em vez de ser levado a se comportar justamente. D’us faz o último também, como parte de sua obra nos cristãos depois de confiarem em Yeshua,o Messias;e é um processo que dura a vida toda.Mas ser declarado inocente por D’us e considerado justo,não mais considerado por ele como um pecador que merece juízo adverso(v.19),acontece no mesmo instante em que uma pessoa renuncia à sua auto justiça,aceita a avaliação que D’us faz dela e seu meio de perdão(por meio de Yeshua)e depende inteiramente da misericórdia de D”us.

Como é o caso de outras citações rabínicas do Tanakh, a oração citada tem por objetivo trazer à memória todo o contexto, o salmo 143:1-2 (Veja V-3-4).Esta é a passagem sobre a qual os versos 20-26 compõem,ao mesmo tempo,o midrash(VV.19-26),o comentário e o cumprimento.

UM SALMO DE DAVI.

“ OUVE A MINHA ORAÇÃO ,ADONAI;DÁ OUVIDOS ÁS MINHAS SÚPLICAS;POR TUA FIDELIDADE,RESPONDE-ME COM TUA JUSTIÇA;E NÃO LEVES O TEU SERVO A JULGAMENTO,POIS,AOS TEUS OLHOS,NINGUEM SERÁ CONSIDERADO JUSTO.”

O salmista está ciente de que nenhuma obra é suficiente para levá-lo a ser declarado justo por D’us(v-20ª)e,assim,suplica para que D’us lhe responda com justiça(v-21-26).E ele espera uma resposta positiva porque D’us é fiel..Os versículos 24-26 garantem que D”us não levará a julgamento seus servos que confiam nele.No restante do salmo 143,o salmista reconhece sua terrível condição e continua a suplicar a misericórdia de D’us. Esta deve ser a atitude de todos os que realmente se voltam para D”us.

Existem três interpretações equivocadas desse versículo de romanos 3-20:



1) ‘Ninguém será considerado justo por D’us por fazer as boas obras que a tora requer.

Esta interpretação está visivelmente errada porque a boa obra mais importante que a tora requer é confiar em D’us, amá-lo de todo coração, alma e força(Mc 12:28-30) .



2)“Ninguém será considerado justo por D’us por fazer as boas obras que a tora requer,porque ninguém é capaz de cumprir as exigências da tora(a não ser Yeshua)

Em que evidência bíblica alguém poderia basear a conclusão de que ninguém é capaz de obedecer à tora? Ya’acov (Thiago)2;10 diz que “se uma pessoa guarda toda a tora,mas tropeça em um ponto,torna-se culpada de transgredí-la integralmente”.Mas o tropeçar mencionado aqui significa rebelar-se contra a observância de uma ordem particular da tora ao mesmo tempo em que se afirma sustentá-la.Ya’acov não está dizendo que alguém necessariamente se rebela.(veja Tg 2:10-11). Atos 15:10 fala da objeção de Pedro(Kefa) quanto a colocar sobre os gentios um jugo que nem nossos pais nem nós tivemos forças para carregar.Mas esse jugo significa a observância mecânica e detalhada da essência do judaísmo.Este não era o jugo das mitzvot (mandamentos) prescritos por D’us,mas um jugo do legalismo prescrito por homens(Atos 15:10) O próprio Yeshua fez objeção a isso(MT 23:2-4,Mc 7:5-13).

A torá foi dada para ser obedecida, e D”us esperava que as pessoas obedecessem a ela. Foi por isso que Moisés disse: “Este mandamento que hoje, te ordeno não é demasiado difícil, nem está longe de tua compreensão... esta palavra está muito perto de ti,na tua boca e no teu coração,para a cumprires(Dt 30:11-14).

Concluímos dizendo que a salvação de Yeshua é para todo o que crê e que ele não faz distinção de povos, línguas e nações, mas uma coisa é certa como fala o verso 31 do capítulo 3: “Anulamos, então, a lei pela fé? Não, de modo nenhum! Antes, confirmamos a lei.” O que Paulo queria dizer com isso? Que a nossa fé no Messias, confirma a existência da torá,e que ela é como uma base para caminharmos uma vida justa em fé naquele que é a própria torá,Yeshua Hamashiach.



Emily Assunção

Nenhum comentário:

Postar um comentário